Conheça Chapada dos Guimarães
Publicado em 23/01/2012
 
CHAPADA DOS GUIMARÃES

O Parque Nacional de Chapada dos Guimarães é um lugar maravilhoso, com montanhas e cachoeiras imperdíveis. Um misto de misticismo, aventura e belezas naturais.

O Parque possui 46 sítios arqueológicos; dois sítios paleontológicos; 59 nascentes; 487 cachoeiras; 3.300 km² de Parque Nacional; 2.518 km² de Área de Proteção Ambiental; duas reservas estaduais; dois parques municipais; duas estradas-parque; 157 km de paredões; 42 imóveis tombados pelo Iphan; 38 espécies endêmicas.

A cidade de Chapada dos Guimarães, situada a 800 mts de altitude, possui temperaturas bem mais amenas que a capital Cuiabá, da qual é distante 62 km. Cidade pacata, onde convivem em harmonia gente da terra, místicos e todo tipo de aventureiros, em busca de adrenalina e contato com a natureza.

O artesanato local é uma das referências na cidade, com vários artesãos locais que chegaram ou nasceram na cidade e, que ali, foram crescendo e vivendo do artesanato, que é exposto em praça pública de terça-feira a domingo para os habitantes e turistas.

Localiza-se a uma latitude 15º27'38" sul e a uma longitude 55º44'59" oeste, estando a uma altitude de 811 metros. Sua população estimada em 2010 era de 17 799 habitantes. Possui uma área de 6.249,44 km². É o segundo município mais alto de Mato Grosso.

O clima de Chapada dos Guimarães é o tropical (Aw). No início da primavera começa o período chuvoso que se estende até o início de abril, que é o período de calor. A partir deste período, no outono, inicia-se gradativamente a estiagem, que se fortifica no inverno. É nestas duas estações que as frentes frias e incursões polares mais significativas do ano chegam à região. O clima passa a ser frio à noite e ameno/pouco quente durante o dia.
Alguns locais a conhecer:

SALGADEIRA - ao lado da rodovia Emanuel Pinheiro, que liga Chapada à Cuiabá, antigo caminho de tropeiros, com sua linda cachoeira.

PORTÃO DO INFERNO – Localizado ao lado da rodovia. Trata-se de uma vista natural, com um imenso fosso profundo. É o início da serra com seus paredões de arenito e formações rochosas.

MATA FRIA – O local oferece diversos atrativos como: estrada antiga de 1910, onde localiza a Porta do Céu. Neste local, os antigos paravam para alimentar os animais e fazer suas rezas. Há também a Casa do Mel, onde é possível adquirir mel e seus derivados.

CAMINHO DAS ÁGUAS – Um passeio de 4 km pelas principais cachoeiras do Parque. A primeira delas é a famosa Cachoeira Véu da Noiva, a maior delas com 86m de queda. A seguir são sete cachoeiras do Rio Sete de Setembro, entre elas a Independência, do Pulo, Salto das Andorinhas, Cachoeirinha. Esta última conta com banheiros e restaurante.

CAMINHO DAS PEDRAS- São 8 km de caminhada por um dos principais sítios arqueológicos da Chapada. Entre as atrações estão à Casa de Pedra, Jacaré de Pedra, Pedra Furada, Cogumelo de Pedra e Mesa do Sacrifício.

CASA DE PEDRA – É uma gruta enorme, formada em rochas areníticas com 40m², que foi cavada pelas águas do córrego Independência.
Ainda dentro do sítio pode-se visitar o Morro de São Jerônimo, o maior mirante do Parque, com 850 metros de altitude acima do nível do mar. Este morro é achatado, chamado por alguns de ufoporto, ou pista de pouso de discos voadores.
CIDADE DE PEDRA – Formações rochosas esculpidas pelo vento e pela chuva. Seus formatos lembram as ruínas de uma cidade. O paredão tem mais de 300 m de queda livre. O acesso é a partir da estrada para a Água Fria.

GARIMPO DO SALVADOR – Situado no Distrito da Água Fria, a 40 km de Chapada. O garimpo possui alguns atrativos como a antiga pousada para os tropeiros, denominada “curral da pedra’, com formações megalíticas, esculpidas pela ação do vento e da água. Além disso, o turista pode conhecer um pouco da história e costumes do local.

MIRANTE DO PONTO GEODÉSICO DA AMÉRICA DO SUL – Este é o ponto eqüidistante entre os oceanos Atlântico e Pacífico. É também o encontro da planície pantaneira com a Chapada dos Guimarães. Excelente ponto para fotografia, onde se vê Cuiabá e o Morro de Santo Antonio. Em 1909 o Marechal Rondon por meio de equipamentos utilizados na época, determinou o centro geodésico em Cuiabá, no Campo do Ourique, atual Câmara Municipal. Em 1979 a NASA, através de fotos realizadas por radar, localizou o centro geodésico em Chapada dos Guimarães.

CAVERNA AROE JARÍ E LAGOA AZUL – Com 1.550m de extensão, essa caverna (uma das maiores de arenito do Brasil) conta com a presença de diversas cachoeiras. Em uma de suas extremidades encontra-se a Lagoa Azul, de rara beleza, com suas águas cristalinas e de tom azulado devido aos raios solares que penetram pela abertura da caverna.

E muito mais, venham conhecer, estamos de braços abertos para recebe-los.
 
Voltar
 
Entrar em contato via WhatsApp!