Conheça Mato Grosso
Publicado em 23/01/2012
 
AMAZÔNIA - Vida e mistério na floresta

O Norte de Mato Grosso é coberto em grande parte pela vasta e misteriosa Floresta Amazônica, numa explosão de biodiversidade que encanta turistas e cientistas de todo o mundo. A floresta possui uma das maiores concentrações de matéria viva por metro quadrado no mundo.
A região representa um dos maiores expoentes de biodiversidade do planeta e é um dos destinos mais cobiçados do ecoturismo. Mais de 500 mil quilômetros quadrados da Amazônia estão em território mato-grossense. Possui áreas de densa floresta formada por espécies de grande porte com mais de 50 metros de altura, cortadas por rios e protegidas em áreas de preservação como o Parques Estadual do Cristalino e o Parque Nacional do Xingu. A Floresta Amazônica, ainda misteriosa e inexplorada, abriga uma riqueza incalculável, tanto do ponto de vista do turismo quanto da biologia.
ARAGUAIA

O Araguaia é natureza, encantos e mistérios o ano todo, onde o espetáculo da vida acontece e atrai pessoas interessadas em observar a fauna, se divertir com a pesca esportiva e buscar auto conhecimento. A Região conta com belas praias, animais exóticos de inúmeras espécies, aldeias indígenas, grutas e cachoeiras, abrigando ainda a maior ilha fluvial do mundo, a ilha do bananal. O rio Araguaia é generoso, oferecendo praias de areia fina e branca de beleza indescritível e uma fauna e flora além de qualquer imaginação. A região é marcada ainda por lendas misticismo e mistérios que atraem pesquisadores, esotéricos e ufólogos do mundo inteiro.

CERRADO

Um dos biomas mais importantes do Brasil, berço das águas onde beleza e misticismo se misturam entre árvores retorcidas, cachoeiras, montanhas em uma fauna e flora de beleza ímpar. O cerrado mato-grossense conta com inúmeros sítios arqueológicos, rios de corredeiras e cachoeiras excelentes para a prática de esportes radicais. A região é também destino turístico de paradisíacos cenários que inspiram a contemplação da natureza e favorecem o descanso e reposição das energias.
PANTANAL - Paraíso ecológico

O Bioma Pantanal está presente em dois estados: ocupa 25% do Mato Grosso do Sul e 7% do Mato Grosso e tem uma área total de 230 mil km2. Um bioma único em uma das regiões mais fascinantes do planeta, o Pantanal foi declarado pela Unesco “Reserva da Biosfera” e “Patrimônio Natural da Humanidade”. São 230.000 Km² de vida silvestre, dos quais grande parte está dentro de Mato Grosso, onde nasce e se forma. Nesta área está o Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense, criado em 24 de setembro de 1981.
O Pantanal vive sob o desígnio das águas. Ali, a chuva divide a vida em dois períodos bem distintos: de maio a outubro, meses de seca, onde são descobertos os campos, exibindo a força e a beleza de sua vegetação, e as águas escorrem pelas depressões formando os corixos, canais que ligam as águas da baía com os rios próximos. De novembro a abril, as chuvas caem torrenciais tornando rapidamente a planície em baías de centenas de quilômetros devido a dificuldade de escoamento das águas pelo alagamento do solo.
Por causa dessa alternância entre períodos secos e úmidos, a paisagem pantaneira nunca é a mesma, mudando todos os anos. Essa imensa variedade de vida, traduzida em constante movimento de formas, cores e sons fazem do Pantanal um dos mais belos espetáculos da Terra.

O Pantanal é a maior planície alagável do mundo, formada pela Bacia do Rio Paraguai e pelo regime cíclico das águas. Este fenômeno, repetido há milhões de anos, transformou o bioma em um complexo único - a maior superfície úmida do planeta - abrigando uma das maiores reservas ictiológicas da América do Sul. A planície é levemente ondulada, pontilhada por raras elevações isoladas, geralmente de serras e morros, e ricas em depressões rasas.
FONTE: Sedtur/MT







 
Voltar
 
Entrar em contato via WhatsApp!